Princípios e valores de uma célula mater

November 20, 2014

Introdução:

 

A razão de ser da célula é ser a primeira célula com um novo DNA. Ela tem que ter elementos novos que não estão presentes em nosso modelo atual. O elemento essencial e indispensável é ter a VIDA DE CRISTO se expressando através de nós. Para isso é necessário uma nova compreensão do evangelho e de sua aplicação em nós. Precisamos de ajustes com respeito ao VINHO, como também com respeito ao ODRE. Precisamos rever nossos conceitos e princípios. Precisamos de um VINHO NOVO e de uma ESTRUTURA NOVA. Esta primeira célula deverá ser de onde todas as outras irão derivar e ser modelo dessa nova vida e estrutura. Segue abaixo alguns princípios que devemos estudar, entender e praticar. Precisamos ter uma vis

 

ão comum se queremos que todos caminhem na mesma direção. Nosso compromisso e aliança deverão ater-se a estes princípios.

 

1. Deus não está preocupado com nossas atividades, o nosso zelo ou com as coisas que FAZEMOS para Ele, mas sim que estejamos gerando muitos FILHOS para Ele e que cuidemos bem deles.

 

2. O que devemos resgatar é a presença de Deus entre nós, sem ter Cristo como o centro de nossas vidas, de nossa família, da vida da igreja nada acontecerá. É a vida de Cristo no centro de tudo é que gera um novo dinamismo e um novo DNA. É este novo DNA que deve estar presente em cada um que irá revolucionar a tudo e a todos.

 

3. Ter Cristo como centro pressupõe, um novo DNA, um novo PROPÓSITO, e um novo PODER. Devemos ter uma paixão ardente e profunda por Jesus e também pelos perdidos.

 

4. A intimidade com Deus e a vida de oração é que move a vida da igreja em células. Todos devem estar totalmente comprometidos com isso e dispostos a investir tempo e disciplina na vida de oração. Devemos orar pelos discípulos, um a um, devemos orar pelos contatos um a um, (oikos) devemos orar pelos líderes, um a um. Devemos orar por nós mesmos e pedir graça, sabedoria e santa disposição e compromisso para realizar a sua vontade, custe o que custar.

 

5. Nosso principal compromisso como líderes, deve ser exemplo e modelo em tudo o que desejamos que toda a comunidade faça. Nosso ensino deve emanar de atitudes, posturas e ações concretas. Nossa autoridade emana do que fazemos e não do que sabemos.

 

6. Nosso segundo compromisso deve ser ganhar novos discípulos e formar lideres maduros e competentes para ganhar e cuidar bem das pessoas.

 

7. É fundamental ter como principio a prestação de contas, de que maneira estamos andando, de que maneira estamos exercendo nosso chamado e ministério, qual tem sido o alcance de nossa ação durante a semana. Como está nossa vida pessoal, nosso relacionamento com Deus, leitura da Palavra, de livros que devemos estudar visando ampliar a visão, como está nossa família, nossos relacionamentos no corpo e fora dele o nosso trabalho etc.

 

8. Desenvolver relacionamentos fortes e profundos, onde o amor, o serviço e o cuidado de uns para com outros não seja algo isolado e superficial, mas uma prática de vida.

 

 

9. Tudo o que fizermos deverá ser movido por fé e por revelação e plena certeza de ser à vontade de Deus. A nossa suficiência vem de Deus, não podemos jamais confiar em nós mesmos e em nossa força.

 

10. Devemos ver a nós e aos outros com outros olhos, nunca uma visão pessimista e derrotista, isto leva ao desânimo e a descrença. Nossas mensagens devem destilar fé, ousadia, entusiasmo e ver da maneira que Deus nos vê. Não ver mais segundo a carne, mas sim segundo o Espírito. Ver em cada incrédulo um discípulo, ver em cada discípulo um futuro líder comprometido, ver em cada líder um futuro pastor de muitos discípulos.

 

11. Devemos estar conscientes e comprometidos de que a igreja somente irá crescer se tivermos dispostos a trabalhar muito e levar aos irmãos a seguir o nosso exemplo de dedicação e compromisso.

 

12. Tudo começa em Deus, tanto os princípios, os valores, as prioridades e a prática. Se começarmos do ponto de partida errado ou tentar queimar etapas é grande a probabilidade de fracasso.

 

13. É necessário ter planejamento estratégico, definir com clareza os alvos que queremos alcançar e ter clareza da ação necessária em todo o processo quanto ao que fazer, como fazer, e quanto ao tempo necessário para execução.

 

14. Definir prazo de multiplicação da célula protótipo, sugerimos como data limite de 6 meses, podendo se multiplicar antes deste prazo. A célula que não se multiplica neste prazo deve se considerar enferma e precisando urgentemente identificar a razão de sua falta de crescimento.

 

15. Devemos trabalhar para criar na célula um ambiente de AMOR, FÉ E DE ALEGRIA. É neste ambiente que os que chegarem serão acolhidos e estimulados a viver desta maneira. Este deve ser o ambiente que deve ser encontrado em cada célula.

 

16. Devemos iniciar junto com a célula a formação e treinamento de líderes, impregnando-os com a visão e preparando-os para liderar as novas células que serão criadas.

 

17. Devemos criar também a estrutura do Encontro com Deus dos novos convertidos. Material de ensino, preparação dos que vão ministrar, equipe de apoio, definição de data dos encontros, quantidade ideal dos participantes, etc.

 

18. Definição de nosso modelo de discipulado, definição de novos vínculos, critério de batismo. Etc.

 

19. Definição do material de estudo nas células.

 

20. Definição dos seis sistemas da vida da célula:

a) EVANGELISMO E INTEGRAÇÃO

b) PASTOREAMENTO E DISCIPULADO

c) COMUNHÃO E SERVIÇO

d) TREINAMENTO DE LIDERANÇA

e) PRESTAÇÃO DE CONTAS

f) CRESCIMENTO E MULTIPLICAÇÃO

 

21. Devemos preparar-nos para Ganhar, Consolidar, Edificar, Treinar e Enviar. Em cada um desses processos devemos ser treinados para poder ensinar a outros.

 

22. Ao invés de jogar fora toda a nossa experiência ministerial, devemos aproveitar o que temos vivido e aprendido e reciclar o que for necessário em cada uma das etapas do trilho de liderança.

 

23. Características de Liderança que devem estar presentes em nós e/ou devemos desenvolve-las para podermos assegurar que vamos passar para os nossos liderados:

 

a) VOLTADOS PARA O PROPÓSITO

Comprometido e Disciplinado, Fiel, Responsável, Eficaz e Eficiente, Motivado, Tenaz e Persistente, Decidido, Descomplicado, Visionário.

 

b) VOLTADOS PARA AS PESSOAS:

Exemplar, Sensível e perspicaz, Confiável, Criativo, Servidor, Leal, Influente, Flexível, Paciente, Elogioso, Honesto, Diplomático, Ouvinte, Incentivador e capacitador, Integro. Personalidade atraente.

 

c) VOLTADAS PARA DEUS

Percepção de Deus, Auto-percepção e auto-estima, percepção do Mundo, Intuitivo, Ensinável, Chamado para uma missão, Estabilidade emocional, Equilibrado.

 

24) Ao estudar as igrejas que mais crescem no mundo em quantidade e qualidade foram encontradas oito características que sempre estão presentes e elas são:

 

a) Liderança Capacitadora

b) Ministérios Orientados pelos dons

c) Espiritualidade Contagiante

d) Estruturas funcionais

e) Culto inspirador

f) Grupos em células

g) Evangelização constante voltadas aos relacionamentos

h) Relacionamentos marcados pelo amor fraternal

 

 

CONCLUSÃO:

 

Estamos diante de um grande desafio e certos de que o Senhor está conosco e temos de fato uma longa caminhada. Vamos errar sim, mas temos o firme propósito de corrigir-nos sempre em busca da perfeição. Diz-se que é nobre aprender com os outros, mas que é mais sábio aprender com os próprios erros. Estamos diante de mudanças de paradigmas significativos, precisamos de muito estudo e dedicação, de clareza, de visão, de estratégias, de planejamento, de treinamento e acima de tudo de unidade entre nós e em tudo o que fizermos seja para a glória dÊle. Seremos milhares de milhares para glória DELE. E isto é só o começo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square